quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Saudável



Quantas vezes paramos para observar o mundo a nossa volta? Para apreciar o momento? É inquietante se dar conta do quanto nos entregamos a nossa rotina. Perdemos a cabeça, cumprimos horários e acabamos esquecendo de nossas prioridades.
Uma delas? Saúde! Física e Mental e especialmente: Espiritual. Tenho fortes lembranças de meu ensino fundamental, onde minha professora de Educação Física se esforçava horrores para ser levada a sério. Ela dava essa matéria - Saúde Física e Mental -  na época, possuía até caderno para ela, mas não havia provas, era só o aprendizado e  não imaginava o quanto isso ia ser importante. Para os que lembram, ela priorizava exercícios físicos, relaxamento, aquecimento, reflexões... Coisas que no nosso dia dia fazem tanta falta que acabamos pedindo socorro a médicos que nos enchem de remédios, quando na verdade, tudo o que precisávamos ter feito era seguir os conselhos de uma boa professora.
De qualquer forma, tenho tido experiencias novas. Achava que as pessoas más na escola, eram passageiras e que não haveria nada pior, Mas mais uma vez me enganei. Pior do que um adolescente com más intenções na escola é um adolescente com más intenções no trabalho, um lugar onde não se pode xingar, ou até mesmo reclamar. Em que não se pode fazer nada além do que cumprir as tarefas que lhe são designadas. 
Cheguei a um ponto em que chorava a cada palavra negativa, onde me considerava alguém que não fosse digno de amor. Acabava agredindo as pessoas que eu mais amava, sem nem ao menos entender o porque. Foi então que uma decisão foi tomada; Resolvi recuperar minha saúde.
Primeiro passo: Auto-estima. Segundo passo: Exercício Físico - esse não agrada a maioria das pessoas, nem a mim, por isso o faço ao ar livre. Vejo pessoas, realidades, obtenho um tempo de reflexão e ainda por cima gasto umas calorias. Terceiro passo: Valorizar as pessoas, incluindo a mim mesma. Quarto passo: Ser forte - Muitas vezes é difícil acreditar na quantidade de pessoas que querem te afetar pelo simples fato de tu ser feliz - tu pode estar quieta, não dizer uma palavra sequer e eles ainda vão encontrar um jeito de te machucar. E se tu chorar? Eles vão ter prazer ao ver tuas lágrimas. Lidar com esse tipo de pessoa é complicado, e é ai que devemos encontrar algo ou alguém que nos faça forte, nos transmita segurança, nos apoie.
Ainda não descobri o quinto passo para ser 100% saudável, mas espero um dia chegar lá. Porém, devo admitir que estou contente por ter recuperado a minha vontade de dançar no meio da rua, de cantar no chuveiro, de rir a toa, de sair e de me olhar no espelho e encontrar uma guria linda e digna de amor, recuperei meu jeito louca e faceira ... E acredito que é assim que tem que ser!

Nenhum comentário:

Postar um comentário